fbpx
LOGO RASTRIALL POLICROMATICO

Software médico e o acompanhamento de doenças neurológicas

A tecnologia deu saltos significativos, contribuindo para o apoio a diagnósticos mais acessíveis e eficientes. Veja estudos sobre software médico!

Sem dúvida, as pesquisas avançaram, especialmente na criação de um software médico focado em vários problemas neurológicos. Nesse cenário, doenças como mal de Alzheimer, Parkinson e epilepsia ganham atenção devido a um histórico de dificuldades de diagnóstico precoce e acompanhamento mais pontual. Afinal, a comunidade médica precisou assistir ao avanço desses quadros em seus pacientes na ausência de recursos promissores para colaborar com a qualidade de vida deles.

Confira alguns avanços importantes publicados recentemente! O último vai revolucionar o mercado Brasileiro!

Estimulação cerebral profunda

Visto que a ressonância magnética contempla apenas uma “foto” do cérebro, naquele instante da realização do exame, a construção de um software médico para aprofundar tal análise recebeu investimento massivo.

Como resultado, Jens Volkmann, professor de Neurologia do Hospital Universitário de Würzburg, participou do  Congresso da Sociedade Mundial de Neurocirurgia Funcional e Estereotaxia, na Alemanha, apresentando uma tecnologia que consegue realizar cirurgia de estimulação cerebral profunda. Isso significa que os médicos podem controlar os sintomas de Parkinson, distonia e tremor essencial. 

Só para ilustrar, esse software médico desenvolve um atlas tridimensional personalizado que identifica com maior precisão as estruturas anatômicas ou áreas específicas do cérebro destinadas ao procedimento, elevando o planejamento cirúrgico a um novo patamar.

Informático desenvolve mapa 3D do cérebro

Recentemente, um informático desenvolveu, em Portugal, um software médico que pode ser melhor compreendido como o Google Maps do cérebro

Ao utilizar múltiplas imagens provenientes da ressonância magnética, o pesquisador criou um mapa tridimensional detalhado de todas as conexões neurais do cérebro. Ou seja, com esse instrumento, é possível evitar identificações genéricas da área cerebral que sofreu alguma lesão. Desse modo, os médicos têm acesso às coordenadas, ao tamanho e ao volume exato dela.

Navegação cerebral

Na mesma linha da investigação supracitada, pesquisadores do Departamento de Física da USP (Universidade de São Paulo) desenvolveram um software médico para neuronavegação. 

Publicado na revista Journal of Neuroscience Methods, o estudo visou complementar a estimulação magnética transcraniana (TMS), uma técnica priorizada por neurocirurgiões, já que dispensa a perfuração do crânio.

Além de ter aplicabilidade prática nos pacientes, o InVesalius, como foi alcunhado o software, é providencial no treinamento de médicos.

Produções do BRAINN

Aplicativos são frequentemente criados e atualizados no CEPID BRAINN – um centro de pesquisas focado na saúde do cérebro, situado na Unicamp (Universidade de Campinas). As tecnologias desenvolvidas pela equipe de Wu ShinTing, pesquisadora da Faculdade de Engenharia Elétrica e Computação (FEEC), possibilitam visualizações altamente detalhadas de ressonâncias magnéticas e tomografias por emissão de pósitrons (PET).

Conforme a líder das pesquisas, a interatividade é responsável pela riqueza da avaliação dos exames. Através da ferramenta, “o pesquisador pode mover a superfície de corte como quiser, tanto verticalmente e horizontalmente como diagonalmente, e observar as estruturas do cérebro do ângulo que considera o melhor a fim de certificar suas suspeitas”, complementa.

iMediSync

Inegavelmente, o software médico com estudos e resultados mais promissores lançado nos últimos tempos tem a ver com a inteligência artificial (IA) iMediSync.

Ao contrário da ressonância magnética, em que os médicos conseguem visualizar apenas um pequeno momento do funcionamento cerebral, tal tecnologia fornece uma fisiologia dinâmica, permitindo a visualização desse funcionamento em tempo real.

Como resultado, doenças neurológicas, como Mal de Alzheimer e Parkinson, são detectadas antes dos sinais clássicos, contribuindo para um diagnóstico altamente precoce e preciso.

Além disso, a interpretação dos dados é instantânea, tornando o trabalho médico mais estratégico. 

Você está em busca de um software médico capaz de revolucionar o acompanhamento de doenças neurológicas em seus pacientes?

Estamos trazendo a iMediSync para o Brasil, uma tecnologia de ponta, com o intuito de torná-la mais acessível em nosso país.

Continue acessando os artigos da Rastriall e descubra em 1ª mão o lançamento exclusivo da iMediSync.

Siga também o nosso perfil no Instagram.